APLOG - Associação Portuguesa de Logística
Faq´s | Contactos | Links | Mapa do Site
I.LOG
Agenda: Julho de 2017
S T Q Q S S D
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31

Mês Anterior | Próximo Mês



ECBL - Exames
3 de julho
Organização: APLOG
20º Congresso de Logística
25 e 26 de outubro
Organização: APLOG
APLOG Facebook APLOG Twitter APLOG Linked In APLOG Youtube
Início > Prémio de Excelência Logística
Regulamento Prémio de Excelência Logística

Preâmbulo
A Associação Portuguesa de Logística (APLOG) e a revista Logística Moderna instituem o Prémio de Excelência Logística (PEL).

O presente Regulamento explicita o objectivo do Prémio e o modo como este se desenrolará, assim como os prémios e as acções de divulgação que lhe estão associados.

1. Objectivo
O PEL tem como objectivo ajudar a promover e a estimular o desenvolvimento da logística em Portugal, prestando reconhecimento público aos profissionais e organizações que contribuem para o seu progresso, distinguindo em cada ano civil projectos na área da logística que pela sua importância e excelência tenham contribuído para promover o conhecimento ajudando a alcançar elevados níveis de desempenho nos processos ou serviços através da implementação de projectos e ou soluções que possam ser utilizados como exemplo e estímulo na procura de novos modelos de competitividade.

2. Porquê participar?
Existem diversos motivos para participar no PEL:

1. Apresentação de um projecto/solução logística com resultados positivos na organização;

2. Reconhecimento do trabalho desenvolvido pela organização, em especial, pelas pessoas envolvidas;

3. Reconhecimento do contributo do profissional para o desenvolvimento da Logística;

4. Oportunidade de participar e partilhar experiências com organizações de diferentes sectores de actividade;

5. O vencedor do prémio é submetido pela APLOG ao Prémio Europeu de Excelência Logística da European Logistics Association (ELA);

6. Divulgação dos premiados em diversos órgãos de comunicação;

7. Utilização do logótipo do prémio em documentos da organização vencedora.

3. Periodicidade
O PEL tem uma peridiocidade anual.

4. Quem pode participar?
Podem apresentar candidaturas ao PEL os profissionais e as organizações que desenvolvam a sua actividade em Portugal Continental ou nas Regiões Autonomas, dos sectores abaixo indicados:
- Indústria e "Utilities"
- Serviços
- Retalhistas, Grossistas e Distribuidores
- Operadores Logísticos e Transportadores
- Sector público: Serviços do Estado e Forças Armadas
- Consultoria, Integradores de Sistemas, Tecnologias de Informação e de Comunicação desde que em parceria com o cliente

Pode ainda faze-lo qualquer organização que demonstre a utilização da logística como forma de potenciar a actividade que desenvolve.

5. Apresentação de candidaturas
5.1. Apresentação dos projectos
As candidaturas poderão ser apresentadas por pessoas individuais, grupos ou organizações, devendo ser identificado um representante do projecto para fazer a ligação com a organização do concurso e para efeitos de entrega do prémio.

5.2. Formulários
A candidatura do projecto é formalizada através do envio de um formulário electrónico de candidatura específico devidamente preenchido.

O formulário encontra-se disponível no site da APLOG e é composto por duas partes distintas:

Parte I
a) Informação do candidato - O proponente identifica a organização candidata ou o profissional candidato.

b) Informação do projecto - O proponente identifica o projecto/solução baseado em conceitos logísticos que tenham sido aplicados na prática.

Parte II
O candidato deve elaborar um relatório sobre o projecto/solução que descreva a análise, a concepção, a implementação e os resultados.

O projecto poderá ser apresentado em língua portuguesa ou em língua inglesa, com o tipo de letra Arial, tamanho doze, com dois cm para as margens superior, inferior e direita e de três cm para a margem esquerda.

Não deve exceder vinte e cinco páginas A4.

Os projectos candidatos ao PEL devem ser de datas recentes e implementados em mais de 80% dos seus componentes. Neste caso devem ser apresentados os resultados previsionais e calendarização de conclusão.

No caso de um projecto ser considerado elegível para o Prémio Europeu da ELA, terá obrigatoriamente de ser apresentada uma versão na língua inglesa, requisito exigido pela ELA, em formato Pdf, Word ou Powerpoint.

Artigos teóricos, descrição de soluções logísticas parciais e declarações de intenções não serão considerados para o Prémio.

Qualquer projecto/solução já publicado não pode ser objecto de candidatura.

Ao candidatarem-se, os proponentes dão permissão à APLOG e à ELA para utilizarem o relatório e respectivo conteúdo, nomeadamente em termos de publicação do trabalho.

Cada organização ou profissional pode apresentar apenas uma candidatura.

6. Recepção das candidaturas
6.1. O prazo de entrega das candidaturas termina em 8 de setembro de 2017.

6.2. À chegada, todos os trabalhos serão registados e codificados.

6.3. A organização não assume qualquer responsabilidade pelos trabalhos que não estejam em perfeitas condições ou que se venham a extraviar, por razões alheias aos promotores;

6.4. A organização reserva-se o direito de não admitir a concurso os trabalhos que não cumpram as condições descritas neste regulamento.

6.5. Os trabalhos entregues para concurso não serão devolvidos.

7. Processo de avaliação
As candidaturas após a aceitação, dependente da satisfação das condições de elegibilidade, de enquadramento nas áreas a concurso e de apresentação nos prazos estabelecidos, serão sujeitas a um processo de avaliação:

O Júri poderá visitar as instalações dos candidatos se entender que tal é essêncial para uma melhor avaliação.

No decorrer da avaliação pode ser solicitada ao responsável pela candidatura informação complementar sobre o projecto/solução em análise.

8. Júri
Os membros do Júri são escolhidos pelas entidades que instituem este prémio, "APLOG" e "Logística Moderna" (entidades promotoras e organizadoras do processo), de entre profissionais de elevada reputação ética e de reconhecida competência no campo da Logística O Júri é constituído por um número de membros não inferior a quatro nem superior a oito.

O Júri terá um Presidente, designado pelas entidades promotoras.

Compete ao Juri na primeira reunião definir a metodologia e os critérios de avaliação.

O Júri deverá ter acesso a toda a documentação para análise com antecedência, sendo a classificação final dos projectos em concurso definida em reunião presencial.

O Júri elaborará e assinará acta contendo a decisão final, devendo a mesma ser fundamentada, podendo não atribuir o Prémio, se entender que as candidaturas não possuem o nível de qualidade exigível.

O Presidente do Júri é responsável pelas deliberações dos restantes assim como pelo processo de votação e tem o voto de qualidade em caso de empate.

As decisões do juri são tomadas por maioria, sendo finais e definitivas, não admitindo qualquer recurso.

Os casos omissos serão resolvidos pela organização e pelo Júri.

Não podem ser aceites a concurso qualquer projecto em que tenha participado, seja a que título for, qualquer membro da organização ou do Juri.

9. Relatório de avaliação
Todos os candidatos recebem um relatório de avaliação confidencial, elaborado pelo Júri. Este documento permite proceder à comparação do desempenho do projecto/solução, nos vários critérios, apresentado pelo candidato com o melhor da categoria.

10. Prémio
O vencedor será distinguido com um troféu e um diploma.

A entrega do Prémio decorrerá no jantar da conferência anual da APLOG, em local a anunciar.

11. Disposições finais
As entidades organizadoras do PEL garantem a confidencialidade relativamente a toda a informação disponibilizada durante o processo de candidatura e de avaliação dos projectos. Reserva-se, ainda, o direito de modificar o presente Regulamento, bem como a composição do Júri, por motivos de força maior.

Hiperligações Rápidas
Logística Moderna