APLOG - Associação Portuguesa de Logística
Faq´s | Contactos | Links | Mapa do Site
I.LOG
Agenda: Dezembro de 2017
S T Q Q S S D
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Mês Anterior | Próximo Mês



20º Congresso de Logística
25 e 26 de outubro
Organização: APLOG
Seminário Executivo
21 de novembro
Organização: APLOG
APLOG Facebook APLOG Twitter APLOG Linked In APLOG Youtube
Início > Organismo de Normalização Sectorial > CT 148
Comissão Técnica Portuguesa de Normalização - CT 148

A APLOG tem a responsabilidade de coordenar e promover os trabalhos da Comissão Técnica Portuguesa de Normalização - CT 148

As Comissões Técnicas Portuguesas de Normalização (CT) são órgãos técnicos que visam a elaboração de normas portuguesas e a emissão de pareceres normativos em determinados domínios de actividade.

Nas CT participam, em regime de voluntariado, entidades interessadas nas matérias em causa, constituindo, tanto quanto possível, uma representação equilibrada dos interesses socioeconómicos abrangidos.

Nas reuniões das CT participam diversas entidades representadas pelos respectivos Vogais nomeados para o efeito.

As CT são criadas pelo IPQ, enquanto Organismo Nacional de Normalização (ONN), por sua iniciativa ou por proposta de um Organismo de Normalização Sectorial (ONS) reconhecido para o efeito.

As Comissões Técnicas desenvolvem normalmente os seus trabalhos em reuniões, podendo organizar-se em Subcomissões (SC) e/ou Grupos de Trabalho (GT), de acordo com o seu âmbito de actividades e o programa de trabalhos que pretendem realizar.

As principais atribuições das Comissões Técnicas são:

Participar na elaboração de normas dos organismos internacionais ou regionais de normalização, nomeadamente:

Dar parecer sobre a documentação proveniente dos órgãos técnicos desses organismos, nomeadamente sobre os projectos de normas internacionais ou regionais com vista à preparação do respectivo voto nacional;

Fazer-se representar nas reuniões dos órgãos técnicos desses organismos;

Elaborar normas portuguesas;

Dar parecer sobre questões inerentes à publicação e aplicação das normas portuguesas, nomeadamente no âmbito de sistemas de certificação;

Pronunciar-se do ponto de vista técnico sobre projectos de diplomas legais ou outros documentos, que para o efeito lhe sejam remetidos pelo organismo que a coordena;

Participar, por intermédio de Vogais por ela designados, em actividades relacionadas com o seu âmbito de trabalho, quando nesse sentido for solicitada pelo organismo que a coordena.

Qualquer norma é considerada uma referência idónea do mercado a que se destina, sendo por isso usada em processos de legislação, de acreditação, de certificação, de metrologia, de informação técnica e até por vezes nas relações comerciais Cliente - Fornecedor.

Por definição, as Normas Portuguesas são de utilização voluntária, salvo se existir um diploma legal que as torne de cumprimento obrigatório. As NP são, regra geral, elaboradas por Comissões Técnicas Portuguesas de Normalização (CT) onde é assegurada a possibilidade de participação de todas as partes interessadas.
(fonte IPQ- www.ipq.pt )

Desde 1998, a CT 148 tem vindo a desenvolver trabalhos no âmbito da Normalização, nomeadamente através da criação de normas portuguesas (NP), tradução de normas europeias (EN) e respectiva conversão para normas portuguesas (NPEN), fazendo a sua divulgação junto do sector.

Presentemente estão envolvidas nos trabalhos 26 entidades, existindo 12 normas publicadas, das quais 3 estão disponíveis em versão portuguesa.

Topo
APLOG Contactos
Hiperligações Rápidas